terça-feira, 2 de setembro de 2014

Bem recebido Diogo inaugura comitê em Santa Maria do Cambucá


Diogo Moraes (PSB) esteve na cidade de Santa Maria do Cambucá neste domingo (31), onde participou da inauguração do seu comitê de campanha. O deputado foi recepcionado pelo líder político Mário Filho (PSDB) e por vereadores e correligionários que foram às ruas declarar apoio ao projeto político de Diogo.
“Diogo é um político amigo, presente em nossa região e que sempre esteve ao nosso lado. Santa Maria vai reconhecer o seu empenho por nossa terra e pelo nosso povo. Vamos dá a ele uma grande votação e ajuda-lo a conseguir mais quatro anos de um mandato popular e competente”, disse Mário Filho, que não escondia sua empolgação com a campanha de Diogo.

O deputado estadual se emocionou diante as demonstrações de carinho, recebidas durante o evento. “Tenho um grande carinho por Santa Maria do Cambucá, pelo seu povo e por todos aqueles que são comprometidos com o desenvolvimento dessa cidade. É muito bom sentir o carinho desse povo bom e vou levar comigo a responsabilidade de mais uma vez representa-los, durante mais quatro anos na Assembleia Legislativa”, falou Diogo Moraes .

Postado por G2 Comunicação

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

POLÍTICA 'Pesquisa mostra Armando Monteiro e Paulo Câmara em empate técnico


A segunda rodada de pesquisas do Instituto Maurício de Nassau, para o Jornal do Commercio e o portal Leia Já, mostra um empate técnico entre os principais concorrentes ao Palácio do Campo das Princesas, a pouco mais de um mês das eleições em Pernambuco.

O candidato de oposição, o petebista Armando Monteiro Neto, continua na frente com 32% das intenções de voto, na pesquisa estimulada. Na edição anterior do levantamento, no começo de agosto, o petebista contava com 37% das intenções de voto.

Pelo lado da situação, o candidato socialista Paulo Câmara aparece com 28% das intenções de voto. No levantamento anterior, somava 10% das intenções de voto. Foram impressionantes 18 pontos percentuais em três semanas.

Os organizadores do estudo informam que a situação configura empate técnico porque a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais. Nesta situação, os candidatos podem ter dois pontos acima ou abaixo.
Os candidatos Miguel Anacleto (PCB), Jair Pedro (PSTU) e José Gomes (PSOL) registaram apenas 1% cada um nas intenções de voto.
A pesquisa é a primeira divulgada após duas semanas do início do guia eleitoral na TV, em que os candidatos apresentam suas propostas e, no caso dos menos conhecidos, tentam apresentar-se ao eleitor, como é o caso do estreante socialista.

Além do guia, o principal fato de relevância no curso da campanha até o momento foi a morte do ex-governador Eduardo Campos, aliado de Paulo Câmara, no dia 13 de agosto, em um acidente de avião em Santos, no litoral de São Paulo. Os petebistas apontam essa comoção como o motor do crescimento do socialista e alguns adversários chegaram a reclamar de uso eleitoreiro do velório e sepultamento do líder socialista. Houve até uma guerra pelo uso da imagem do ex-presidenciável no Tribunal Regional Eleitoral, após a morte, no guia da TV.

As entrevistas foram realizadas nos dias 25 e 26 de agosto.
O tamanho da amostra somou 2 mil 480 pessoas entrevistadas.

A pesquisa foi contratada pelo portal de Notícias Leia Já e tem margem de erro de 2 pontos percentuais. Na Justiça eleitoral, a pesquisa foi registrada sob o número PE-00018/2014, no dia 21 de agosto de 2014.

Briga por regiões
Um corte interessante de se observar no levantamento da Nassau é o das intenções de voto por região. Há seis sub-regiões pesquisadas.

Armando Monteiro Neto vence em três delas (Agreste, Sertão e São Francisco), empata em uma (Região Metropolitana do Recife) e perde em duas (Cidade do Recife e Zona da Mata) para Paulo Câmara.

O melhor desempenho de Armando Monteiro Neto se dá no Sertão, onde vence por 44% a 24%. depois, vem o Agreste (35% a 23%) e o São Francisco (32% para Armando e 27% para Paulo Câmara).

No caso do socialista, sua melhor performance ocorre na cidade do Recife (37% a 27%), possivelmente em função da boa gestão do prefeito do Recife, Geraldo Julio. Na Zona da Mata, o score é de 30% a 28% a seu favor.

O empate numérico, em 27% para cada lado, na Região Metropolitana do Recife, pode significar que a eleição virtualmente seria decidida no centro urbano, considerando que trata-se do maior colégio eleitoral entre todas as regiões.
Dez pontos separam João Paulo e Fernando Bezerra Coelho


Os números da pesquisa da Nassau, em relação à corrida para o Senado, mostram o candidato do PT, João Paulo, na frente, com 29% das intenções de voto. No último levantamento, o deputado federal somava 30% das intenções de voto.

O concorrente socialista Fernando Bezerra Coelho aparece com 19% das intenções de voto. No levantamento anterior, contava com 13%.

Na situação atual, em uma diferença que já foi maior, de 18%, agora dez pontos percentuais afastam os dois candidatos.
Como o percentual de eleitores indecisos é elevado, pode-se dizer que as eleições estão em aberto.
Os votos brancos e nulos caíram de 31% para 26% do total da pesquisa. Além destes, existe ainda um total de 24% que afirmou não saber ou não respondeu.

A candidata Albanise do PSOL teve 1%. Simone Fontana, do PSTU, outros 1%. Oxis zerou.

O dado mais curioso do levantamento, entretanto, é a distribuição espacial dos votos neste momento.

O ex-prefeito do Recife pelo PT João Paulo vence em quatro das seis regiões pesquisadas. Na cidade do Recife, João Paulo tem 41% e FBC tem 17%.

Na Região Metropolitana do Recife, excluindo-se a própria cidade, o petista tem 36% e o socialista 16%.

Na Zona da Mata, o placar apresenta 23% a favor do petista, contra 15% de FBC. Já no Agreste, João Paulo conta com 27% e FBC, 11%.

Já o ex-prefeito de Petrolina FBC vence em duas delas, na região do Sertão (27% a 17%) e mais ainda na região do São Francisco, com uma placar elástico de 55% a seu favor e 12% de intenções para João Paulo.
Nesta quinta-feira, não por acaso, o presidente Lula estará na cidade de Petrolina e Juazeiro para fazer campanha em favor de Dilma e Armando Monteiro Neto.

Blog do Jamildo

BRASIL: UM PAÍS MASCARADO!



A imagem é clara. Do alto da arquibancada de cadeiras numeradas, com um sorriso de deboche e um agasalho azul confortável, a menina grita de boca cheia em direção ao gramado: “Ma-ca-co”. Fazia coro, junto com outros torcedores do Grêmio, às ofensas sofridas pelo goleiro Aranha, do Santos, na partida contra a equipe gaúcha, em Porto Alegre.Não é a primeira vez que isso acontece – nem é um fenômeno apenas do Sul, diga-se. Também não é um fenômeno apenas nacional, como atestam as agressões sofridas por Daniel Alves, na Espanha, e pelo volante Tinga, no Peru.

Nessas horas, fico tentado a dizer que o futebol é o último reduto da barbárie: lá, até mesmo os cidadãos bem-comportados das horas úteis se sentem à vontade para expelir todos os monstros que moram neles. Na arquibancada eles têm a companhia de uma legião de outros monstros expelidos pelo grito.

O fato é que a arquibancada é só um espaço de expressão coletiva represada nos ambientes restritos – não necessariamente privados. E se um torcedor se sente à vontade para chamar alguém de macaco em seu estádio é porque recebeu da sociedade a licença para atirar. Afinal, o que mais tem por aí é cabeça pensante (e branca) para dizer que o preconceito está na cabeça não pensante (os defensores do movimento negro, segundo eles). Existe livro para mostrar que não somos racistas. Ou comediantes que chamam colegas de macacos sob o argumento de que não se importam em ser chamados de girafa.

O fato é que, em um país onde 50,7% dos habitantes se declaram negros ou pardos, segundo o Censo de 2010 do IBGE, o sentimento de conforto para agredir um atleta pelo fato de ele ser negro não nasce nem morre na arquibancada. É apenas a verbalização da violência encravada em uma sociedade que se acostumou a uma ordem pós-escravidão. Uma ordem segundo a qual negros e pardos ainda são maioria nas cadeias e nos bairros pobres, mas minoria nas universidades, nos postos de destaque das empresas e na frequência aos equipamentos culturais como cinema ou teatro.

Estamos às vésperas de eleições. Segundo os dados mais recentes do TSE, do total de 171 candidatos a governador neste ano, apenas 54 são da cor negra (15 negros e 39 pardos). Entre os 181 concorrentes ao Senado, apenas 55 são 40 ou negros. Para deputado, são 3.908 candidaturas brancas, 2.118 pardas e 671 negras. Isso apenas entre os postulantes: entre os eleitos, o funil é ainda maior. Em 2010, o Brasil elegeu 43 deputados e deputadas negros – 8,5% em todo o Parlamento, segundo o Congresso em Foco.

Isso significa que, com menos representantes nos espaços decisórios, menor será a sensibilização sobre as feridas abertas de uma escravidão até hoje mal encerrada (não adianta dar a carta de alforria e usar a cor da pele como critério de “boa aparência” para preencher vagas de emprego). Os fatores de exclusão, que vedam o acesso da maioria negra tanto às arenas de futebol como nas cadeiras do Legislativo, criam o colchão de conforto para manifestações observadas na Arena Grêmio. É o mesmo colchão que leva gente como o senhor Wilson B. Duarte da Silva (PMDB), vereador de Rio Grande (RS) conhecido como Kanelão, dizer que a lei das cotas não fazia sentido porque hoje em dia os negros eram quase brancos – afinal, argumentou, muitos tinham até carros e já saíam com mulheres loiras (atire a primeira pedra quem nunca ouviu esta frase em qualquer ambiente restrito).

O Kanelão é a inversão dos versos de Gil e Caetano de que negros quase brancos e brancos quase negros eram indiferentes apenas na pobreza e na prisão (“presos são quase todos pretos, ou quase pretos, ou quase brancos quase pretos de tão pobres”). Em tempo: fora da arquibancada, digo, do plenário, o Kanelão se justificou dizendo que não era racista, pois tinha até funcionários negros (atire a segunda pedra quem nunca ouviu o mesmo discurso em casa, no trabalho, na escola).

Nesse caldo de violência assentida, trabalhadores como Aranha só deixarão de ser alvo de racismo quando admitirmos que o Brasil ainda é um país racista. E dizer que o Brasil é um país racista não significa dizer que somos um país dividido ou composto por uma maioria racista, mas sim que uma minoria, confortável pelo silêncio dos demais, é capaz de produzir estragos, seja por meio da ofensa, seja na pura descriminação – a que torna o acesso de negros a determinados espaços, como a universidade, mais difícil do que para os brancos.

E o que o seu candidato tem a dizer sobre isso? O que ele pensa do sistema de cotas nas universidades e no funcionalismo? É contra? A favor? O que propõe no lugar? O que ele pensa sobre as mortes de negros pelos policiais de seu Estado? E sobre as secretarias voltadas à defesa do movimento negro? Elas estão no pacote de pastas inúteis que devem ser enxugadas para economizar o orçamento?

As perguntas estão no ar e não são simples de serem respondidas. Mas cada vez que nós, eleitores, aceitamos que chamar alguém de macaco é igual chamar alguém de branquelo ou girafa, ou que o Mussum, sim, era um negro legal porque aceitava piada contra a própria cor, nos transformamos cúmplices do crime que ontem atingiu o goleiro Aranha. Mesmo estando a quilômetros da Arena do Grêmio.

Arnaldo Cícero Marques


POLÍCIA DE TORITAMA APREENDE MOTO ROUBADA E UM HOMEM COM ARMAS E MUNIÇÕES FOI PRESO.



Equipe CVLI (Crimes Violentos, Letais e Intencionais), em Toritama, na rua da feira próximo ao antigo pelotão, conseguiu deter o acusado. Moto recuperada com o acusado.


Excelente serviço do efetivo de Toritama. Prisão do acusado e ainda a apreensão das armas: 01 revólver 38 numeração suprimida, 06 cápsulas deflagradas, 01 espingarda calibre 12 usada no crime e uma pistola de pressão.

Foi apreendido material para adulteração de chassi e uma placa de uma moto roubada.





Belo Trabalho do Efetivo da polícia militar, dando uma rápida e efetiva resposta à criminalidade...!!!

Me orgulho muito em fazer parte deste BPM, que tem tanta gente boa seja na sede ou nos destacamentos. Parabéns à todos.

Matheus Romero

PREFEITO DE JATAÚBA JUNTO COM PAULO CÂMARA PRESTIGIA ROMARIA DE FREI DAMIÃO EM SÃO JOAQUIM DO MONTE



Paulo Câmara,Bruno Araújo, Prefeito Antônio de Roque e o Governador João Lira Uma das maiores festas do calendário religioso do Estado recebeu, neste domingo (31), a comitiva da Frente Popular de Pernambuco. O candidato a governador Paulo Câmara (PSB) prestigiou a Romaria de Frei Damião, em São Joaquim do Monte, evento que anualmente homenageia o capuchinho. Junto com seu companheiro Fernando Bezerra Coelho (PSB), que disputa o Senado, o socialista acompanhou a procissão de Nossa Senhora das Dores, ao lado do pároco do município, Padre Pedro. O Prefeito de Jataúba aproveitou a ocasião junto com com seu grupo político e o deputado federal Bruno Araújo e mostraram que estão firme e forte com Paulo Câmara e Fernando Bezerra.

Prefeito Antônio de Roque, sua irmã e Vereadora Josilene com o futuro Governador Paulo Câmara.

Na ocasião o Candidato Paulo Câmara garantiu que voltará à festa todos os anos, como governador, a partir de 2015


"Não é a primeira vez que venho participar desta grande festa. Já conhecia a beleza e a força deste evento. A partir de 2015, estarei aqui em São Joaquim do Monte todos os anos, como governador, para prestigiá-la", garantiu Paulo.

Ao passar pela feira, na entrada da cidade, Paulo foi saudado por romeiros e feirantes como futuro governador, parando o tempo todo para abraçar e tirar fotos com os eleitores. "É muito bom participar de um evento com tanta fé, tantas pessoas unidas pelo desejo de um futuro melhor e com o bem do próximo. Renova nossas energias para continuar o nosso caminho", avaliou o candidato.



Portal do Agreste.

Dimas terá mais votos que Ernesto em Taquaritinga do Norte


Nesse domingo, tivemos uma informação quente de que uma pesquisa interna foi feita no município de Taquaritinga, da qual tivemos o privilégio de ver alguns dados.

Segundo o levantamento de dados, a aprovação do governo Evilásio ultrapassa os 60% e que Bruno Araújo (PSDB) candidato a deputado federal e Diogo Moraes (PSB) candidato a deputado estadual serão os majoritários, ambos são apoiados pelo prefeito. Em segundo lugar pra deputado estadual praticamente empatado com o terceiro esta Vinícius Labanca (PSB). O vice prefeito de Santa Cruz Dimas Dantas (PP) vem em terceiro a frente do vereador santacruzense Ernesto Maia (PSL) ambos candidato a deputado estadual.

Com relação a eleição de deputado federal e governador, vamos ficar sabendo essa semana.


Blog do Júnior Albuquerque

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Grupo explode caixas eletrônicos de dois bancos em Machados, PE

Por volta das 2h desta quarta-feira (20), dois caixas eletrônicos de uma agência do Banco do Brasil e um caixa eletrônico de um posto do Bradesco foram explodidos em Machados, no Agreste de Pernambuco. Segundo a população da área, cerca de 12 pessoas participaram do crime. O grupo teria efetuado disparos para o alto, o que chamou a atenção da polícia.

Os locais onde ocorreram as explosões ficam a 500 metros de distância um do outro. A PM suspeita que os infratores tenham utilizado dinamites para realizar a ação, que durou cerca de 10 minutos.

A perícia foi acionada para dar início às investigações. O G1 entrou em contato com o Bradesco, que afirmou não se pronunciar sobre este tipo de ação. A reportagem tentou entrar em contato com o Banco do Brasil mas ainda não recebeu retorno.


Do G1 PE

Gerente da Compesa afasta risco de colapso no abastecimento d'água no Agreste

Pernambuco enfrenta a pior seca dos últimos 50 anos, mas racionamento em Caruaru só será adotado se não houver chuva em janeiro. Da Redação Liberdade

O gerente regional da Compesa, em Caruaru, João Rafael, tranquilizou população sobre a situação crítica dos mananciais. Em entrevista nesta quarta-feira (20) ao programa Show da Cidade, na Liberdade AM, ele garantiu que a região não corre risco de colapso no abastecimento d'água.

De acordo com João Rafael, a barragem de Jucazinho garante abastecimento até o final do ano e que a barragem do Prata se encontra com 50%, garantindo água até o próximo período de chuva, em 2015.

O gerente da Compesa lembrou que o Estado enfrenta a pior seca dos últimos 50 anos, mas o racionamento só será adotado em Caruaru se não houver chuva a partir de janeiro.

MPF obtém liminar liberando Cannabidiol para 16 pacientes da Paraíba


O Ministério Público Federal (MPF) obteve liminar determinando que a União e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberem a importação da substância Cannabidiol e o uso por 16 crianças e jovens paraibanos que sofrem com síndromes convulsivas. A decisão atende pedido do MPF em ação civil pública ajuizada em 31 de julho de 2014.

Na decisão, divulgada hoje, 18 de agosto de 2014, a Justiça Federal condiciona a importação do medicamento às receitas e requisições médicas, devidamente individualizadas. A liminar ressalta que o MPF “comprovou documentalmente o estado mórbido” dos 16 pacientes, inclusive por meio de laudos e atestados médicos, assim como as dificuldades enfrentadas pelas crianças e adolescentes. Foi fixada multa diária de R$ 10 mil para o caso de descumprimento da decisão.

Na liminar, a Justiça destaca trecho de texto divulgado na Revista Justiça e Educação (CEJ), do Conselho das Escolas de Magistratura Federal e do Centro de Estudos Judiciários, dizendo que a “saúde é um valor humano, ascende ao imaterial, ao intangível. Ao direito cumpre a missão de preservá-la. Daí a ideia do direito à proteção da saúde. Trata-se de direito de dupla face, que se insere no âmbito dos direitos fundamentais e na ordem dos direitos de personalidade, marcados pela essencialidade e indisponibilidade dos bens”.

Sobre a ação – Na ação, o MPF argumenta que a situação dos pacientes é urgente, explicando que os mesmos não apresentam resultados satisfatórios ao tratamento medicamentoso tradicional. A substância, cujo uso está proibido no Brasil, é derivada da cannabis sativa, mais conhecida como maconha. Para todos os casos, há a prescrição médica específica para uso do Cannabidiol.

Paraíba tem 16 açudes com menos de 5% e 200 mil pessoas sem água



Apesar das chuvas registradas no Leste da Paraíba, suficientes para garantir situação confortável nos mananciais dessa região, o interior do estado tem pouco mais de 200 mil pessoas que sofrem com a escassez de água. Essa população que fica em 16 cidades depende de 21 reservatórios que têm menos de 5% da capacidade. Os dados dos volumes dos açudes são disponibilizados pela Agência Executiva de Gestão das Águas.

Uma das alternativas para aqueles que sofrem com a falta de água é a utilização de cisternas de polietileno, que acumulam 16 mil litros, provenientes da chuva ou de outras fontes, e abastecem uma família de quatro a cinco pessoas por até nove meses de estiagem.

Atualmente, nove municípios paraibanos contam com cisternas de polietileno, o que soma uma população estimada de 81 mil pessoas: Araruna, Areial, Cacimba de Dentro, Dona Inês, São Sebastião de Lagoa de Roça, Soledade, Belém do Brejo do Cruz, Igaracy, Quixaba e Lagoa.

O Estado recebeu 5 mil unidades e desse total, apenas 102 faltam ser instaladas. A previsão é que os trabalhos sejam concluídos até dezembro deste ano.

Segundo a Acqualimp, fornecedora dos reservatórios na Paraíba, o material utilizado na fabricação dos equipamentos é adequado à região. “A resina de polietileno somente pode fundir a uma temperatura de 147° C, sendo que a temperatura máxima no semiárido pode oscilar em torno de 50° C em períodos de clima mais severo. Além disso, essa é uma tecnologia consolidada internacionalmente e utilizada há mais de duas décadas em países com temperaturas semelhantes ou até mais críticas que as encontradas no Nordeste brasileiro”, explica Amauri Ramos, diretor da Companhia. A durabilidade e resistência é outra característica do equipamento.

“O polietileno, por sua elasticidade, impede que os tanques apresentem fissuras e trincas. O uso do polietileno também impede vazamentos da água, assim como a contaminação por outros líquidos e resíduos sólidos. Desta forma, preserva a qualidade da água armazenada e proporciona benefícios para a saúde da população atendida. Uma cisterna de polietileno pode durar até 30 anos”, conclui Ramos.

FOI BOSTA PRA TODO LADO: 'Mulher cai dentro de fossa e é resgatada'

Coluna da quarta-feira



A presidente Dilma Rousseff se saiu muito mal na entrevista ao Jornal Nacional, mesmo falando em sua casa, no Palácio da Alvorada, o que, naturalmente, mexe com o psicológico, diferente de Aécio e Eduardo, obrigados a irem sentar na bancada do JN, no Rio, frente a frente com William Bonner e Patrícia Poeta.

Dilma usou a estratégia de fugir de todas as perguntas centradas no campo da corrupção, principalmente. Indagada sobre sucessivos escândalos na administração federal e sobre a posição do PT na defesa dos condenados no mensalão, Dilma recorreu à ironia: “Nos dois governos do PT, nenhum procurador-geral da República foi chamado de 'engavetador-geral da República”, disse, numa indireta ao governo neoliberal de FHC.

Bonner perguntou se ela não foi 'condescendente' com a corrupção já que o PT é um partido com 'um grupo de pessoas comprovadamente corruptas, mas que são tratados como guerreiros, como vítimas'. Ele se referia ao julgamento do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal, que condenou e levou à prisão dirigentes do partido.

'Eu sou presidente. Eu não faço nenhuma observação sobre julgamentos realizados pelo Supremo Tribunal. A Constituição exige do presidente da República que nós respeitemos e consideremos a autonomia dos outros órgãos. Eu não julgo as ações do Supremo. Eu tenho opiniões pessoais. Durante o processo inteiro não manifestei nenhuma opinião. Não vou tomar nenhuma posição que me coloque em confronto, em conflito, aceitando ou não. Eu respeito as decisões da Suprema Corte brasileira', declarou.

Segundo a presidente, nem todas as pessoas denunciadas nos escândalos foram punidas pelo Judiciário, porque nem todas as denúncias apresentadas na mídia foram comprovadas. Questionada sobre a substituição de denunciados por pessoas dos mesmos partidos envolvidos nos escândalos, afirmou que os partidos podem fazer exigências, 'mas eu só aceito quando são pessoas íntegras e competentes na área'.

ENTREVISTAS– O NE-TV segunda edição, da TV-Globo Nordeste, começa a entrevistar os candidatos a governador no mesmo modelo adotado pela bancada do Jornal Nacional, que ontem encerrou a sua série com o Pastor Everaldo (PSC). O primeiro a ser questionado será Paulo Câmara, da Frente Popular, enquanto Armando Monteiro, do bloco de oposição, segue na sexta-feira. Como o candidato do PSOL, José Gomes, não atinge 5% dos votos, fica de fora.

Adicionar legenda
Vem dos pampas – Hoje, é o dia D para Marina Silva em Brasília, quando o diretório nacional do PSB se reúne para referendar sua candidatura à Presidência da República no lugar de Eduardo, morto em acidente aéreo na semana passada. Sai também o candidato a vice, o deputado Beto Albuquerque, da bancada socialista gaúcha na Câmara Federal.

Palanque complicado– A futura candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, não vai subir nos palanques do tucano Geraldo Alckmin (SP), nem do petista Lindbergh Farias (RJ), segundo revela Ilimar Franco. “Ela não vai, o PSB vai”, explica um integrante da cúpula da Rede. Os ‘marineiros’ argumentam que nem Eduardo Campos iria e não veem ruído entre Marina e os socialistas. E garantem que “todo o legado de Eduardo será respeitado'.

Sem desistir - “Nunca, jamais desistir do Brasil. É assim, querido Eduardo, que vamos guardar sua memória para sempre”, disse, o ex-presidente Lula, ontem, no programa de estreia na propaganda eleitoral ao exaltar as qualidades do ex-governador de Pernambuco, com quem, segundo enfatizou, tinha, na verdade, de uma relação de pai para filho.


Nas ruas– Depois da tragédia que abalou o País, o candidato da Frente Popular ao Governo do Estado, Paulo Câmara, volta, hoje, às ruas com Raul Henry, seu vice, e o candidato a senador, Fernando Bezerra. Na agenda, às 16 horas, uma caminhada pelo centro da capital com concentração em frente à Pracinha do Diário, com a presença de Renata Campos.

CURTAS

CAMINHADA– Já o candidato a governador pelo PTB, Armando Monteiro, faz caminhada em torno do mercado de Cavaleiro, em Jaboatão, pela manhã e de noite tem encontro com lideranças comunitárias no Clube das Pás, em Afogados.

COMITÊ– O companheiro Jota Alcides, que atua em Brasília há muitos anos, diretor-presidente do jornal Fatorama, lança, amanhã, na Assembleia Legislativa, às 19 horas, o livro “Mestre da bola no ar”, biografia do comentarista esportivo Luiz Cavalcanti, a “Palavra abalizada”. 

Perguntar não ofende: Qual foi o melhor programa de estreia da propaganda de TV dos candidatos a presidente?

'Toda a Palavra de Deus é pura; escudo é para os que confiam nele'. (Provérbios 30-5)


Operação da Polícia Civil prende várias pessoas no Agreste de Pernambuco

A ação começou na madrugada desta quarta-feira (20) em várias cidades da região. Mais de 100 policiais participam da operação.


Da Redação Liberdade


A Polícia Civil desencadeou na madrugada desta quarta-feira (20) a operação de repressão qualificada, denominada “RIBEIRINHOS”. A ação tem por objetivo dar cumprimento a mandados de prisão e de busca e apreensão de acusados de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Estão sendo efetuadas diligências nas cidades de Caruaru, Cupira, Catende, Belém de Maria, Itamaracá e Palmares para o cumprimento de 15 mandados de prisão e 19 mandados de busca e apreensão domiciliar. Participam 95 policiais civis e 25 policiais militares.

As investigações tiveram início em agosto de 2013. As pessoas presas estão sendo levadas para a Delegacia Regional de Caruaru.

Adolescentes que integram quadrilha de desmanche de motos são apreendidos em Santa Cruz do Capibaribe

Fotos: Thonny Hill.
Na manhã desta terça-feira (19), policiais da Rocam apresentaram 04 adolescentes na delegacia de Santa Cruz do Capibaribe. Com eles, foi apreendida uma moto que foi roubada no bairro Neco Aragão.

De acordo com as informações fornecidas pela polícia, denúncias anônimas apontavam que haveria um desmanche de motos no Bairro São Jorge (local das apreensões).

Ao chegarem ao local, que não teve o endereço informado, conseguiram localizar um dos adolescentes com a moto, que estava prestes a ser conduzida para um desmanche, que não teve sua localização informada pelos adolescentes.

Os outros três adolescentes foram apreendidos e são tidos como “olheiros”, pessoas que observam os arredores para ver se não há presença de policiais antes de praticarem os furtos.
Moto apreendida já foi alvo de dois roubos em pouco tempo.
De acordo com o soldado Rinaldo, os adolescentes já são conhecidos da polícia, onde um deles já foi apreendido com uma faca, outro por posse de maconha e também por roubo e furto a veículos.

Vítimas que estiveram na delegacia reconheceram um dos adolescentes como autor de vários assaltos a mão armada.

Ainda de acordo com o soldado Rinaldo, a polícia está atuando para coibir os desmanches e pede a população que colabore com os trabalhos, através de denúncias.

Veículo roubado é encontrado abandonado às margens da PE-160


Na tarde desta terça-feira (19), a Polícia Militar estava realizando rondas às margens da PE-160, no bairro Oscarzão, nas proximidades de um motel, quando visualizou um veículo abandonado. Ao se aproximar, foi confirmado que se que tratava de um Fiat Fiorino, de cor branca e placa KIR-3994.

Após consulta no sistema, foi constatado queixa de roubo do veículo. O mesmo foi entregue na delegacia de polícia de Santa Cruz do Capibaribe para as providencias julgadas cabíveis.

Beto Albuquerque pode ser vacina de Marina contra críticas do agronegócio

Deputado federal Beto Albuquerque é o mais cotado para assumir
 a vice-presidência. Foto: Agência Brasil.

O deputado federal Beto Albuquerque pode servir como uma vacina às críticas que a candidata Marina enfrenta do setor de agronegócios. A exemplo de Lula, que chamou um empresário como José Alencar para reduzir a rejeição do empresariado nacional, o PSB colocou um aliado que tem boas relações com o setor produtivo, em um estado bastante conservador do Sul. O nome a ajuda de fato com os setores produtivos.

“O agronegócio brasileiro conhece nosso programa de governo”, comentou Beto Albuquerque, hoje no Recife. Aos 51 anos, de fato, o gaúcho tem trajetória de afinidade com o agronegócio. Empresas do ramo estiveram entre as principais doadoras de suas últimas duas campanhas e trabalhou pela soja trangênica que Marina era contra.

Sempre vestida com uma fantasia de avatar de deusa da floresta, a aceitação do deputado parece mostrar que Marina pode ter algum link, uma âncora com a realidade. Na semana passada, já se esperava dela a flexibilidade para entender e apoiar as alianças fechadas pelo partido, com as quais nunca concordou.

O nome do gaúcho não é forte no Nordeste, onde Marina também precisa crescer, mas deve ajudá-la a crescer principalmente no Sudeste, o que parece ser a principal aposta da chapa neste momento.

Na sua visita ao Estado, para falar com Renata Campos já como candidato a vice, o socialista deu a entender que os Estados não sofrerão solavancos com a nova situação.

“As alianças estão mantidas. Foi assim que pudemos fazer nessa conjuntura de muitos Brasis dentro do Brasil. Cada Estado tem sua realidade. Não há nenhum estresse sobre isso e a Marina está absolutamente engajada nesse projeto junto com a gente, então não há necessidade de qualquer tipo de documento”.

“Não há nenhuma necessidade nem houve proposta de qualquer documento que deva ser assinado pela chapa. Há um programa de governo que tem que ser honrado, há propostas apresentadas por Eduardo Campos que serão mais que honradas, executadas com a vitória que vamos construir nas ruas com apoio do povo”, comentou.

“A Marina e eu vamos reiterar esses compromissos. Não há necessidade de documento nenhum”.

“Não nos assusta os nossos adversários hoje já dizendo que vão centrar fogo na Marina. Nós temos que centrar fogo nos males que estão sendo feitos no Brasil. Vamos lutar contra os problemas do Brasil”.

“Não estranho que nossos adversários estejam nervosos porque na verdade estão sentindo que o Brasil quer mudança. Não quer nem voltar para o passado nem mais do mesmo que não ajudou o Brasil a melhorar mais ainda”.

Blog do Jamildo

Associação com nome de Eduardo Campos pode definir eleição em Pernambuco

Por Jamildo Melo, editor do Blog
Que Lula e Dilma, graças ao bolsa família, são grandes cabos eleitorais, especialmente a partir do Agreste e Sertão, todo mundo já sabe. O fato novo nestas eleições é o quanto a associação com o nome do ex-governador Eduardo Campos, mesmo morto, poderá influenciar a disputa estadual deste ano.

A família do presidenciável e o PSB não querem que a imagem seja usada pelo PTB de Armando Monteiro Neto, que já prometeu fazer a associação, em uma homenagem ao ex-aliado.

A rigor, em que pese o direito da família a imagem de Eduardo, a outra das razões para a disputa são os votos do espólio. Uma pesquisa informal feita no sábado e no domingo mostrou que Paulo Câmara já aparece superando Armando Monteiro Neto quando o seu nome é associado com Eduardo Campos, em contraposição ao do petebista, ao lado de Lula e Dilma. Os percentuais não podem ser divulgados porque não houve registro oficial no TRE

Ou seja: com a morte trágica na queda do avião, Eduardo não apenas antecipou o conhecimento que esperava ter nacionalmente, mas também, no plano local, acabou por ajudar o aliado Paulo Câmara a ter o nome de Eduardo associado mais rapidamente à sua campanha. Seria neste cenário que a campanha do PTB estaria interessada, para os socialistas, em travar a campanha, iludindo os eleitores, ao ‘homenagear’ Eduardo Campos no guia da TV.

Não é por outro motivo que o candidato da Frente Popular ao Governo do Estado, Paulo Câmara (PSB), utilizou as suas duas primeiras inserções de rádio e televisão, nesta terça-feira (19), para homenagear o líder, que faleceu na semana passada, destacando seus ensinamentos e a sua capacidade de materializar o sonho de melhorar a vida dos pernambucanos.

“Aprendi com Eduardo que justiça e igualdade são mais que simples palavras. São valores pelos quais ele tanto lutou para transformar a vida do nosso povo. Tive a honra de trabalhar com Eduardo desde o início do seu governo. Tenho agora a responsabilidade de defender o que conquistamos para Pernambuco. Eduardo nos ensinou a lutar pelos nossos sonhos. Essa é uma lição que jamais vamos esquecer”, frisou Paulo Câmara.

Em um dos filmetes, a liderança exercida por Eduardo Campos são ressaltadas como difíceis de aferir. A determinação em viver um País melhor e mais justo, tão observadas em Eduardo, foram destacadas na peça como fruto do aprendizado deixado pelo seu avô, Miguel Arraes, que encarou “o trabalho pelo povo e para o povo” como um princípio básico para quem administrada o público.

Esse caminho desenhado por Arraes guiou Eduardo Campos durante toda a sua trajetória. E é uma inspiração para Paulo Câmara liderar uma nova etapa de mudanças e realizações em nosso Estado. “O novo Pernambuco é resultado dos sonhos e da determinação de um grande líder. São esses mesmos sonhos e essa mesma determinação que vão continuar nos guiando sempre”, assegurou o postulante da Frente Popular.

Nesta quarta-feira (20), irá ao ar o primeiro programa eleitoral de Paulo Câmara em sua jornada rumo ao Palácio do Campo das Princesas.

O socialista possui a maior fatia do tempo total dos 25 minutos estabelecidos pela Legislação Eleitoral para os candidatos ao Governo do Estado, com 10 minutos e 37 segundos.

Também nesta quarta, o candidato Paulo Câmara retoma a sua campanha de rua, com uma caminhada pelo Centro do Recife, a partir da praça Maciel Pinheiro. De noite, às 20h, assiste a estreia do guia eleitoral, no Comitê Central de Campanha, no Parnamirim.

MARINA SILVA


NÁUTICO VENCEU MAIS UMA

O Náutico quer brigar para voltar à primeira divisão. O Timbu emplacou a segunda vitória seguida na noite desta terça-feira e subiu três posições na tabela da Série B do Campeonato Brasileiro. Mais do que a vitória por 3 a 2 sobre o Oeste na Arena Pernambuco, a equipe pernambucana convenceu a torcida com uma boa reação, virada e domínio do jogo no segundo tempo, desequilibrando a partida, que contou com ataques inspirados na etapa inicial.

O 11º lugar pode parecer distante da zona de acesso, mas o número de pontos (24), ainda mostra ao Náutico que é possível chegar ao pelotão de cima se mantiver o embalo para o segundo turno. Faltando duas rodadas para o fim da primeira metade da competição, quem vai ficando perto de trocar de divisão é o Oeste. Em 17º lugar, com 16 pontos, o time paulista está na zona de rebaixamento há três rodadas seguidas.

Na próxima rodada, o Rubrão tem outro desafio contra uma equipe que está na parte intermediária da tabela, desta vez em casa, diante do Boa Esporte. O jogo será na sexta-feira, às 19h30. Com isso, Luís Carlos Martins terá pouco tempo para recolocar a equipe nos trilhos. São duas derrotas seguidas. Pelos lados do Timbu, mais uma oportunidade na Arena Pernambuco na próxima rodada. No sábado, a equipe recebe o América-RN, derrotado pela Ponte Preta nesta rodada.

Dieta detox é a aliada de Tainá Müller, que mostra corpão em ensaio de lingerie

Tainá Müller posa de lingerie e mostra corpão em ensaio
 Foto: Divulgação/Malwee
Tainá Muller é a estrela de uma campanha de moda e exibe o corpão em fotos só de lingerie para a alegria dos fãs que estavam com saudade da musa de "Em família". A atriz mostra a barriga sequinha no ensaio para a Malwee Liberta e conta que é adepta da dieta detox esporadicamente para limpar o organismo.Satisfeita com o peso, ela diz que preza pela qualidade dos ingredientes na hora das refeições:

- Eu procuro me alimentar de forma saudável. Não presto muita atenção à quantidade, e sim com o que eu como - conta ela, que com alguma frequência restringe alimentos como café e álcool: - Escolher direitinho o que vou comer é um hábito que conservo há algum tempo.

Taina Muller posa de camisola para ensaio de moda
Foto: Divulgação/Malwee
Adepta da musculação de duas a três vezes por semana, a morena tem cuidados não só com a forma física, mas também com a pele:

- Eu faço limpeza, uso cremes antes de dormir e passo um específico para a área dos olhos. Eu também procuro controlar a oleosidade com algumas loções porque por conta da TV e de alguns trabalhos o excesso de maquiagem pode prejudicar.

Tainá Müller posa à vontade em ensaio de lingerie Foto: Instagram/Malwee
Tainá Müller diz que seleciona os ingredientes e preza pela
 qualidade das refeições Foto: Divulgação/Malwee
No ensaio para a campanha de Primavera/Verão 2015, a atriz também posou com vestidos de algodão:

Aos 38 anos, dançarina sarada é a mais velha candidata a Miss Bumbum

A mineira Patricia Oliveira foi cover da Feiticeira e conta que já quiseram pagar por sexo com ela: 'Me ofereceram R$ 15 mil por uma noite. Não quis'.Carol Marques do EGO, no Rio

Patricia Oliveira, concorrente quarentona a Miss Bumbum(Foto: Miss Bumbum/ Divulgação)
Patrícia Oliveira conta que ninguém acerta sua idade. Afinal, com 1,72m de altura, 66kg, músculos sarados e barriga rasgada, a loira estaria facilmente inserida na categoria que compreende as panicats ou qualquer outra classe rebolativa. A mineira de Belo Horizonte tem 38 anos, mas afirma que convence facilmente se disser que tem menos. Dona dos atributos necessários, ela é a candidata "loba" do concurso Miss Bumbum, que acontece em novembro.

"A princípio fiquei receosa de entrar na competição com aquelas meninas mais novas. Mas meu bumbum é tão bom ou melhor do que o das outras', dispara ela, confiante em seu potencial e nos 104cm de quadril que vão representar o estado do Mato Grosso do Sul: "Ganhar o concurso pode me abrir portas. Já batalhei muito nessa vida. Quero posar nua na capa de uma revista. É um sonho que tenho há muito tempo".

De batalha, Patrícia realmente parece entender. E ela tem uma destas histórias comoventes que sensibilizam. Aos 8 anos, deixada pela mãe na casa da avó, viu a família perder tudo após a falência do restaurante que a sustentava. Ela e o irmão passaram a vender nas ruas da capital mineira hortaliças que eram plantadas no quintal de casa. "Passei fome, morava em um lugar muito pobre onde não tinha luz ou água encanada. Foram anos de muito sofrimento", recorda ela.
Patricia Oliveira treina todos os dias na academia, masnos fins de semana se permite a comer o que quer(Foto: Miss Bumbum/ Divulgação)
Quando os tempos de agrura ficaram para trás, a loira passou a frequentar a academia. Aos 16 anos começou a malhar e a fazer aulas de dança. Dona de tudo "ão" - coxão e "bumbunzão" -, ela rapidamente chamou a atenção de um empresário e passou a fazer shows como Feiticeira cover. Sim, ela imitava a personagem de Joana Prado nos palcos. "Muita gente achava que éramos parecidas e comecei a fazer o número. Fiquei cinco anos fazendo um programa de TV local como cover", conta Patricia.

O corpo irrepreensível da loira, no entanto, não é fruto de feitiçaria, mas de dedicação exaustiva à academia. Patrícia malha todos os dias da semana, durante pelo menos duas horas. Além da musculação, ela ainda faz aulas de jazz e pole dance. A alimentação também é regrada e ela conta que tem uma mistura de farelos que faz milagres. "São muitas fibras, coisa que aprendi a comer quando faltava comida à mesa. Mas nos fins de semana me permito comer o que quero", admite.
Além de musculação, Patricia Oliveira faz aulas de jazz epole dance (Foto: Miss Bumbum/ Divulgação)
Por conta da "fama" que ganhou com a personagem de Joana Prado, Patrícia conta que recebeu um convite para se apresentar em Portugal e morou na Europa durante cinco anos. "Fiquei achando que era pegadinha ou tráfico de mulheres. Mas era tudo direitinho. Fiquei cinco anos na Europa e comecei a dançar em boates como 'poser dance'. Não era strip. Eu fazia números bem legais, dentro de uma taça, no pole dance também", conta ela, que por conta da desenvoltura e da pouca roupa nos palcos chegou a receber propostas de dinheiro em troca de sexo: "Me ofereceram R$ 15 mil por uma noite. Não quis. Acho que existem outras formas de ganhar dinheiro. Não vou mentir que é muito tentador, mas não é a minha. Se eu disser que nunca recebi ajuda financeira dos meus namorados também estarei mentindo. Mas eles viam o quanto eu corria atrás dos meus sonhos".


 Patricia Oliveira conta que recebeu a proposta de R$ 15 mil reais por uma noite
de sexo com ela, mas preferiu declinar: "É tentador", diz
(Foto: Miss Bumbum/ Divulgação)

'Não deixaremos pela metade projeto de Eduardo', diz Beto Albuquerque


 

Nome do deputado do PSB-RS foi indicado como vice na chapa de Marina.
Anúncio foi feito no Recife, após conversa com viúva de Eduardo Campos. (Foto: Vitor Tavares / G1)

O deputado federal Beto Albuquerque (PSB-RS) confirmou na noite desta terça-feira (19) que será o candidato a vice-presidente da República pelo PSB, na chapa encabeçada pela ex-senadora Marina Silva. O anúncio foi feito em reunião na sede estadual do PSB no Recife e a escolha será oficializada em encontro da Executiva nacional do partido a ser realizada nesta quarta em Brasília.

"Não deixaremos pela metade o projeto que Eduardo começou. Nós iremos concluir esse projeto, vamos vencer a eleição para dar sequência e continuidade ao trabalho revolucionário que serve de base para Marina e para mim. A morte de Eduardo Campos não foi em vão", afirmou Albuquerque após a reunião no Recife.

Correção: inicialmente esta reportagem atribuiu ao deputado Beto Albuquerque a frase "Renata [Campos] declinou, mas era a candidatura dos sonhos". A declaração, na verdade, foi dada pelo presidente do PSB, Roberto Amaral. A nota foi alterada às 20h17.

O deputado acrescentou que está muito honrado em receber a missão, "uma tarefa relevante por parte do PSB de Pernambuco, da Renata Campos, seus filhos, das nossas grandes lideranças, que é representar o pensamento, o legado e a trajetória de Eduardo Campos". 

Albuquerque destacou que a nova chapa do PSB está "absolutamente" sintonizada com o programa de governo e as propostas de Eduardo. Ressaltou que serão mantidas as alianças do PSB nos estados, que chegaram a contrariar Marina durante a campanha.

Sem dar detalhes, o presidente do PSB, Roberto Amaral, disse que a primeira atividade de campanha de Marina e Albuquerque juntos deve ocorrer já no próximo domingo (24), na capital pernambucana.

Em entrevista a jornalistas, Albuquerque criticou "ataques" a Marina feitos por adversários, após ter substituído Eduardo Campos, morto na semana passada. "Não nos assusta nossos adversários já dizendo que vão centrar fogo na Marina. Nós temos que centrar fogo nos males que estão sendo feitos no Brasil", disse.

Renata Campos

No Recife, Albuquerque se encontrou com dirigentes do partido e com a viúva de Campos, Renata, que chegou a ser cotada para o posto de vice de Marina, mas declinou. "Renata mostrou o desejo da chapa formada, como melhor forma de manter o legado de Campos", disse o deputado.

Após a reunião, Roberto Amaral relatou que Albuquerque foi chamado de Porto Alegre para o Recife por Renata Campos para que ela pudesse demonstrar apoio ao nome dele. "Renata [Campos] declinou, mas era a candidatura dos sonhos. Mas no momento a prioridade dela é cuidar da família e dedicar-se à campanha de Paulo [Câmara, candidato ao governo de Pernambuco pelo PSB]", disse.

O presidente nacional do PSB disse que as consultas internas para a escolha do vice foram iniciadas "há dias" para que a proposta chegasse à reunião da Executiva de forma consensual. Ele acrescentou que a decisão foi anunciada em Pernambuco "em homenagem a Arraes, a Eduardo, Renata e Paulo Câmara, nosso candidato a governador, em cuja eleição nos empenhamos fortemente. A eleição estadual aqui adquire um caráter nacional".

Ainda à noite, o PSB divulgou nota informando sobre a chapa. Leia a íntegra abaixo:

A presidência do Partido Socialista Brasileiro dirige-se à sociedade brasileira, aos nossos militantes, à Comissão Executiva Nacional e aos partidos que integram a coligação Unidos pelo Brasil, que a companheira Renata Campos, ainda comovida com os apelos recebidos do partido e da população em geral, comunicou que declina do convite em integrar a chapa presidencial ocupando a vice-presidência.

Comprometida com os ideais e projetos políticos de Eduardo Campos, mantidos e reiterados, sente que seu dever atual, além dos compromissos familiares, é dedicar seus primeiros esforços à campanha de Paulo Câmara ao governo de Pernambuco, com cuja eleição sempre sonhou Eduardo. Ao mesmo tempo, entende que a melhor opção partidária na triste circunstância imposta pela tragédia é, para o PSB e para a coligação Unidos pelo Brasil, convidar os companheiros Marina Silva e Beto Albuquerque para liderar nossa chapa presidencial. Desse pensamento partilha o PSB de Pernambuco.

Adianta esta presidência que as consultas internas já realizadas convergem nessa direção, tendência que apresentará oficialmente à Comissão Executiva Nacional, já convocada para as 15h de amanhã em sua sede em Brasília-DF, à companheira Marina Silva e aos partidos coligados.

Recife, 19 de agosto de 2014.

Roberto Amaral
Presidente Nacional